Fotos de Hamburgo Velho

 

 

 

1. IDENTIFICAÇÃO

1.1.   Recorte Territorial

Novo Hamburgo

1.2. Recorte Temático

Centro Histórico de Hamburgo Velho

1.3. Identificação do Bem

 

Padaria Reiss

 

2. LOCALIZAÇÃO DO UNIVERSO/ OBJETO DE ANÁLISE

2.1.UF

2.2.Município

2.3.Localidade

RS

Novo Hamburgo

Centro Histórico de Hamburgo Velho

2.4.Endereço Completo

2.5.Código Postal

Rua Gal. Daltro Filho, 859

93 540 - 000

3. IMAGENS


Padaria Reiss

Foto: década de 1930

Acervo Fundação Scheffel


Padaria Reiss e entorno

Foto: década de 1940

Arquivo Angela Tereza Sperb


Foto aérea: Padaria (verde) e entorno

Foto: década de 1950

Acervo Fundação Scheffel

 

 


Imóvel antes do restauro

Foto: 1983

Acervo Fundação Scheffel


Padaria Reiss

Foto: final da década de 1970

Acervo Fundação Scheffel


Padaria com as cores pintadas pelo movimento de preservação do patrimônio histórico de Hamburgo Velho

Foto: 1985

Acervo Fundação Scheffel

 


Vista geral do imóvel

Foto: 2000

Acervo Fundação Scheffel


Vista frontal do imóvel

Foto: 2009

Acervo Fundação Scheffel

DSC02638

Entorno – à direita Casa Zottmann-Zinck

Foto: 2009

Acervo Fundação Scheffel


Entorno – balaustres e escadaria colocadas em função do rebaixamento da rua na década de 1920

Foto: 2009

Acervo Fundação Scheffel


Entorno – Avenida General Daltro Filho

Foto: 2009

Acervo Fundação Scheffel

 

 

 

 

 

 


Foto do casal Karolina e Henrique Reiss, quando viajaram para a Alemanha, em 1921

Arquivo Angela Sperb


Foto do casal Reiss quando comemorou Bodas de Prata, em agosto de 1930

Arquivo Angela Sperb


Reiss e ajudante no segundo andar do setor de produção da padaria, esvaziando sacos de farinha

Foto: década de 1930

Arquivo Angela Sperb


Andar térreo do setor de produção: batedeira e outros equipamentos

Foto: década de 1930

Arquivo Angela Sperb


Fundos da padaria: abrigo das carroças de distribuição de pães, cucas e biscoitos; depósito de lenha

Foto: década de 1930

Arquivo Angela Sperb


Padeiro Reiss e colaboradores após um churrasco

Foto: década de 1920

Arquivo Angela Sperb

 

 

 

 

 

 

 


Padeiro Reiss e família da esposa em almoço festivo

Foto: década de 1920

Arquivo Angela Sperb

 


Casa onde nasceu Karolina Kraemer, esposa de Henrique Reiss – casa com varanda na frente. A casa seguinte é a Casa Schmitt-Presser. A Casa Kraemer foi demolida

Foto: década de 1920

Arquivo Angela Sperb

4. DADOS COMPLEMENTARES

4.1.Informações Históricas

O projeto da Padaria Reiss é de Ernst Seubert. Compõe-se de dois módulos integrados entre si: a área comercial e a moradia (na frente) e nos fundos, o setor de produção.  Em 1921, o casal Reiss viajou para a Alemanha, ocasião em que compraram todo equipamento para a nova padaria, incluindo um forno à vapor, provavelmente, o primeiro do gênero no Rio Grande do Sul. A nova padaria foi inaugurada em 1923, toda mecanizada, a mais moderna padaria da região.  Na década de 1930, Reiss teve de doze a dezesseis pessoas trabalhando para ele, entre elas, quatro padeiros e dois forneiros. Distribuiu pão em toda a região: além de Novo Hamburgo, em Campo Bom, Estância Velha, Dois Irmãos e Morro Reuter.  Após o falecimento do padeiro, a casa passou por vários proprietários. Foi restaurada em 1989, quando era proprietário Miguel Holzbach e José Ricardo Zinck; o arquiteto restaurador foi José Ricardo Zinck. Externamente o imóvel não sofreu nenhuma alteração. Internamente, a única intervenção ocorreu no setor de produção da padaria, em função dos novos usos. No entanto, neste mesmo setor não foi feita intervenção no espaço do forno, que lá está, integro.

Após a restauração, o imóvel foi ocupado, sucessivamente, por uma agência de publicidade; uma loja de tapetes orientais; um centro estético; atualmente, uma escola de cursos técnicos – ensino à distância.

Essa edificação integra o conjunto de obras projetadas e executadas pelo arquiteto alemão, Ernst Seubert, que introduziu, em Hamburgo Velho, o uso de telhados com maior inclinação e múltiplas águas – por questões climáticas e para maior aproveitamento do espaço do sótão. Seubert atuou, em Hamburgo Velho e na região, na primeira metade do século XX.

Fonte: SPERB, Angela Tereza. Heinrich Reiss: um padeiro no novo mundo. In: Hamburgerberg, ano 1, n. 1. Novo Hamburgo: Fundação Ernesto Frederico Scheffel, 1983. p. 25- 28.

4.2.Outras informações

O padeiro Reiss faz parte da memória da geração que viveu no Hamburgo Velho na primeira metade do século XX.  Reiss nasceu na Alemanha, em agosto de 1877, e faleceu em Porto Alegre, em abril de 1941. Padeiro de profissão, chegou ao Brasil em 1904. No ano seguinte já estava instalado em Hamburgo Velho e casando-se com Karolina Kraemer, de tradicional família local. Em 1923, inaugurou um modelo. Como trabalhava durante a noite fazendo pão, era comum os jovens após os bailes, passarem pela padaria para com ele, comer pão com lingüiça, beber café, cantar e contar piadas. Reiss tinha um profundo senso de solidariedade: ajudou na criação de sobrinhos, doou pão (fresco, pois o velho era dado aos animais) para as famílias carentes, fez doações para bolsas de estudos de crianças pobres. Festeiro, sempre encontrava um motivo para reunir parentes e amigos para comemorarem; presenteava seus clientes com tortas quando completavam bodas de prata ou bodas de ouro.

Empreendedor, participou de feiras regionais e estaduais, apresentando seus produtos. Reiss introduziu o pão francês na região.

Fonte: SPERB, Angela Tereza. Heinrich Reiss: um padeiro no novo mundo. In: Hamburgerberg, ano 1, n. 1. Novo Hamburgo: Fundação Ernesto Frederico Scheffel, 1983. p. 25- 28.

5. PREENCHIMENTO

5.1. Entidade

O.E. Arquitetos e Urbanistas Ltda.

5.2. Data

5.3. Responsável

Angelo Reinheimer – Curador da Fundação Ernesto Frederico Scheffel; Angela Tereza Sperb – Historiadora.

10/05/10