Blog de Moda
Your are here : arfMedia -> Blog -> Blog de Moda -> Xadrez: Estampa histórica

Xadrez: Estampa histórica

A estampa que é a cara do inverno, unindo o retrô com o chic, vai bem desde os lenços aos casacos, dá um up na produção básica e vem com tudo nessa estação. Do que estamos falando? Não poderia ser diferente: o XADREZ.
Está presente nas principais coleções para a temporada de inverno 2009, aqui e nas passarelas internacionais, apareceu em looks completos ou apenas em detalhes, como nos clássicos cachecóis. A origem dos tecidos xadrezes vem de antes da era cristã e há vestígios de roupas com o padrão entre 50 e 700 a.C. E no século 3 d.C. já eram encontradas roupas que ficaram conhecidas como tartã (ou escoceses), que significa tecido de lã leve, e identificavam clãs, tendo o mesmo efeito dos brasões de famílias nobres.

Xadrez: Estampa histórica
Triton, Alexandre Herchcovitch e Juliana Jabour.

As principais padronagens dividem-se em: Tartã, Príncipe-de-gales, Vichy e Pied-de-poule.

Tartã: A palavra "tartan", em inglês, significa tecido de lã leve e foi usado para identificar diferentes clãs na Escócia desde o século XVIII. O tartã era usado em ocasiões especiais, como celebrações ou para caçar. Até hoje é o traje usado por escoceses em ocasiões especiais. Mas existem registros de tecidos xadrezes desde antes da era cristã e na Idade Média, os fios de lã era tingidos com pigmentos naturais de frutas. No século XIX, a rainha Vitória fazia visitas a sua propriedade em Balmoral, na Escócia, e isso incentivou a moda de roupas de tartã. Isso popularizou o uso de tartãs que passaram a ser usados em diversas ocasiões.
Príncipe-de-gales: Originalmente chamado de xadrez Glen Urquhart, nome de uma região escocesa, ficou conhecido como príncipe-de-gales ao ser muito usado pelo então Duque de Windsor, Eduardo VIII no começo do século XX quando este era conhecido pelo título, dado ao filho mais velho do casal real. O padrão original é preto-e-branco, sem o vermelho, na versão que ficou mais popular.

Vichy: O nome vem da cidade francesa de Vichy, conhecida pelo confecção de tecidos de algodão para aventais e camisas que eram normalmente feitos com xadrez miúdo nas cores preto-e-branco. O padrão ganhou popularidade nos anos 1940 e 1950, sendo adotado pela moda feminina em geral.

Pied-de-poule: Com padrão que lembra o pé de uma galinha, daí seu nome, foi criado originalmente nas cores preta-e-branca. Foi poularizado por Coco Chanel, que tranformou-a num clássico. A versão pied-du-coq lembra o pé de galo com quatro pontas em vez de três.

Xadrez: Estampa histórica
Vivienne Westwood Red Label, Isaac Mizrahi e Mark Eley and Wakako Kishimoto.

Por ser uma estampa clássica, o xadrez não é difícil de ser usado, mas é sempre bom seguir algumas dicas. O ideal em cada produção é usar apenas uma peça em xadrez. O resto da roupa e dos acessórios deve ser em tecidos lisos e discretos. Porém, isso não é uma regra. Misturar xadrez com outras estampas, como listras e poás, pode dar um efeito interessante, mas deve ser feito com muito cuidado. Na dúvida, se olhe de corpo inteiro no espelho e confira se o look está em harmonia. Os mais cheinhos devem fugir das estampas grandes, que geralmente engordam, e apostar no xadrez mais miúdo.


4


Outros posts interessantes:

  > Balonê: Só para quem pode

  > O xadrez continua em 2009

  > As carteiras na sua mão

  > As maravilhosas bolsas Luciana Noro

  > Na moda do futebol



Serviço de otimização / marketing de sites

Contato

Blogs: Blog de Moda  *   Dicas de Viagem   *  Alugar avião privado  *   Blog do Alexandre  *   Blog do Luxo  *   Alex   *   Punta del Este   *   Sushi Delivery São Paulo   *